síndrome de burnout como identificar os sintomas

Síndrome de Burnout: como identificar os sintomas?

8 de novembro de 2019 Por Casa Crescer

Estima-se que 3 em cada 10 brasileiros no mercado de trabalho já sofram com os efeitos da chamada Síndrome de Burnout.

Frequentemente, a saúde emocional e mental não recebem a atenção devida. Por isso, nós da Casa Crescer desejamos combater os diversos tabus que permeiam a questão através da informação e do conhecimento.

Continue lendo para conhecer mais sobre a Síndrome de Burnout, como identificar os sintomas e formas de tratamento. 

O que é a Síndrome de Burnout?

Seu nome vem da expressão em inglês “queimar-se por inteiro”, assim como uma vela se apaga após o fogo consumir seu pavio.

A descrição é certeira, uma vez que a Síndrome de Burnout se refere a um esgotamento e exaustão profundos causados pelo trabalho.

Pessoas diagnosticadas com a disfunção percebem uma diminuição drástica da motivação em ir ao trabalho, desempenho profissional e qualidade de vida.

Enquanto a principal causa da síndrome seja o excesso de trabalho, outros fatores podem contribuir para seu desenvolvimento, bem como:

  • Trabalhos que envolvem pressão diária (enfermeiros, médicos, policiais, jornalistas, bombeiros, professores);
  • Demandas que exigem mais do que o profissional acredita ser capaz de realizar;
  • Alto grau de responsabilidade do cargo e tomada de decisões;

Você sabia que a depressão é uma das doenças que mais acometem os homens? Clique aqui e conheça mais sobre o assunto. 

Como identificar os sintomas da Síndrome de Burnout

Frequentemente a Síndrome de Burnout é confundida com estresse ou depressão,  uma vez que os dois sintomas fazem parte do quadro de sintomas.

Entretanto, a lista dos efeitos da condição é mais extensa e afeta profundamente a vida do profissional, inclusive fora do trabalho.

São eles:

  •  Dores de cabeça
  • Cansaço excessivo, físico e mental.
  • Perda ou aumento do apetite.
  • Distúrbios do sono
  • Dificuldade para se concentrar
  • Sentimento de incapacidade e insegurança.
  • Visão pessimista.
  • Alterações bruscas de humor.
  • Pressão alta.
  • Dores musculares.
  • Distúrbios gastrointestinais
  • Alterações nos batimentos cardíacos

Os sintomas costumam se desenvolver aos poucos, entretanto caso o profissional não busque auxílio terapêutico, podem piorar com o passar do tempo.

Acho que é o meu caso. E agora?

O primeiro passo, após identificar os sintomas da Síndrome de Burnout, é buscar auxílio psicológico e apoio emocional em amigos e familiares.

O diagnóstico pode ser feito pelo psicólogo ou psiquiatra, que orientará o paciente sobre a melhor forma de tratamento segundo seu caso.

Frequentemente, questões emocionais são vistas como “uma fase”, que logo passará. Infelizmente, com a Síndrome de Burnout não é bem assim.

Se você sente que o trabalho o desgasta mais do que deveria, procure ajuda.

Sua saúde mental também é pilar fundamental da sua saúde integral, por isso não a ignore. 

Até a próxima,

síndrome de burnout como identificar os sintomas