Autocuidado feminino: como ele se dá em cada fase da vida

Compartilhe:

Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on whatsapp

Ah, o autocuidado feminino: tanto se fala nesse assunto, e tão pouco o colocamos em prática. As razões para isso podem ser muitas, mas todas começam em um mesmo ponto: nós, mulheres, tendemos a priorizar a todos, menos a nós mesmas. 

Engana-se quem acredita que o autocuidado é pura vaidade. Ele é, na verdade, infinitamente mais complexo: significa saúde mental e física, qualidade de vida e – por que não? – amor próprio.

Para uma mulher, cada fase da vida importa – de formas diferentes, inclusive. Neste artigo, eu quero te mostrar como viver melhor em todas elas.

Autocuidado feminino na infância 

Aqui, o prefixo “auto” acompanha a palavra “cuidado” apenas para fins de entendimento sobre o assunto. Porém, a gente sabe que, na infância, as crianças dependem de nós, adultos, para aprender a viver uma vida bem vivida.

Se o autocuidado é, digamos assim, a base da nossa autoestima, então, é natural que, nesse momento, a criança deva aprender o que isso significa. Como o mundo dessa criança se resume a brincar, aprender, explorar e absorver, são esses recursos que você, como cuidador ou cuidadora, precisa utilizar.

Ao estimular uma menina a brincar com o que quiser, por exemplo, além de bonecas, você está construindo essa autoestima. Afinal, ela explora brincando o autoconhecimento, o que gosta de fazer.

Quando uma criança se expressa, nós devemos ouvir, compreender e amparar. Se rimos de seus apontamentos ou desdenhamos de suas emoções, estamos ensinando que sentir é errado e inconveniente. Ainda sobre isso, é preciso ter cuidado com a criação de rótulos para as crianças, sejam eles positivos ou negativos. Com isso, é muito provável que o seu desenvolvimento seja limitado por aquilo que esperam ou falam delas.

No futuro, teremos mulheres adultas inseguras, vulneráveis a relacionamentos tóxicos – seja no âmbito pessoal ou profissional – por terem acreditado por tantos anos que o seu bem estar não é tão importante assim.

Por outro lado, temos o ambiente social também – geralmente, a escola. Nesse caso, o estímulo autocuidado vem do hábito de checar se a criança está tendo boas relações com os colegas e professores, se tem amigos e se está aprendendo e se divertindo.

A referência materna, nesse contexto, é também fundamental. Quando uma menina cresce vendo a mãe se cuidar, irá considerar esse cuidado como algo natural e benéfico. Em suma, todos os nossos hábitos influenciam na forma como uma criança vê e interpreta o mundo ao seu redor.

Autocuidado feminino na adolescência

Eu bem sei que essa pode ser uma fase bem complexa da vida! As razões, a gente já sabe: a bomba de hormônios que nos tornamos duplica a intensidade de tudo o que sentimos. 

 A adolescência também é o momento onde as interações sociais ocupam nossa cabeça quase que totalmente. Em outras palavras: desgrudar os olhos dos celulares pode ser um desafio… E o autocuidado também é sobre sabermos reconhecer nossos vícios.

Portanto, nesses anos da juventude, encontrar hobbies, conversar com os amigos (na vida real!) e sair para se exercitar, por exemplo, não apenas melhoram, por si só, a autoestima, como também nos fazem bem de diferentes formas – pelo corpo físico e pela nossa mente.

Percebe como o autocuidado se desenrola na rotina como um círculo, no qual um hábito leva ao outro? Se uma adolescente dedicar mais tempo aos exercícios, vamos supor, ela também irá deixar o celular de lado por mais tempo. Além disso, por consequência, seu corpo “pedirá”, digamos assim, por mais hidratação.

A prática de esportes é uma boa pedida aqui. Mais do que contribuir para o desenvolvimento físico, ainda trabalha aspectos cognitivos e é uma válvula de escape excelente para as tensões emocionais.

No que diz respeito à relação entre pais, mães e adolescentes, é muito importante que os cuidadores estejam cientes de que, nessa fase de descoberta da própria personalidade e valores, a intensidade por parte das jovens é normal. Espaço para diálogo, controle justo da liberdade e validação de seus sentimentos é extremamente importante para que estas se tornem adultas mais saudáveis.

Autocuidado feminino na vida adulta e terceira idade

A rotina adulta da mulher é apertada. Estudos, hobbies, crianças, relacionamentos, amigos, família, trabalho: muitos fatores podem tirar o autocuidado da nossa lista de prioridades. Por consequência, negligenciamos nossa saúde física e mental e também nos desconectamos de nós mesmas.

Aqui, estabelecer uma rotina é a melhor forma de fomentar o autocuidado. E não precisa empreender, agora mesmo, uma mudança radical na sua vida: tudo bem começar aos pouquinhos, um passo de cada vez.

Fundamental mesmo, nesse momento, é criar um compromisso com você mesma. É tão fácil fazer promessas aos demais, não é? Como eu disse lá no começo desse artigo, é fácil deixar nosso próprio bem-estar de lado, porém, isso também deteriora nossa energia, saúde, bom-humor e até a nossa beleza estética.

Lembre-se que o autocuidado é amplo e não é feito apenas de questões estéticas – apesar de estas serem essenciais também. É preciso se alimentar melhor, tomar mais água, se exercitar, separar um tempo para o lazer, passar menos tempo nas redes sociais e se conectar com mais frequência com aqueles que você ama – na vida real! Dormir bem, evitar o desenvolvimento de vícios e investir em relacionamentos saudáveis também podem mudar a nossa vida para melhor.

Como eu disse, à primeira vista, todos esses aspectos podem parecer tarefas impossíveis. E é compreensível: às vezes, estamos tão desconectadas de nós mesmas que qualquer mudança parece demandar tempo demais.

Contudo, eu reforço: um pequeno esforço por dia já pode mudar a sua saúde e a sua autoestima. Logo, esses novos hábitos não serão nem sequer considerados esforços. Serão, então, apenas mais uma parte do seu dia.

Autocuidado feminino: ser saudável não é o mesmo que não ter doenças

É muito fácil acreditar que ser saudável significa não ter nenhuma patologia. Contudo, a falta de autocuidado feminino pode resultar, sim, na falta de saúde – mas não do jeito que você provavelmente está imaginando.

Sem esse autocuidado, as consequências que podem nos acometer são várias: uma mulher pode se encontrar sem energia, desanimada, triste ou incapaz de se conectar com as pessoas que ama. No âmbito físico, nossa pele e cabelos, por exemplo, podem nos sinalizar não apenas falta de cuidados estéticos, mas até de vitaminas.

O autocuidado feminino é uma jornada. Esta pode até parecer longa e difícil, mas eu te garanto: ela é uma delícia. E se você precisar de ajuda, pode contar comigo e com a Casa.  Os especialistas da Casa Crescer abrangem diferentes áreas dentro da saúde e podem te ajudar a se descobrir e se conectar de volta consigo mesma em qualquer âmbito. A Casa e eu te acolhemos!

Quer saber primeiro?

Assine a nossa newsletter quinzenal e receba dicas sob medida

Outros também leram:

Page Not Identified İddaa Siteler

Page Not Identified İddaa Siteleri Online Spor Bahisleri Şirketi Ve Casino Content Leon Bet: Bir İnceleme Top Sites 0 + 250fs 12$’dan Başlayan Afin De

Ainda não conhece a Casa Crescer?

Entre em contato conosco agora.

adultos-perfil
vulkan vegas, vulkan casino, vulkan vegas casino, vulkan vegas login, vulkan vegas deutschland, vulkan vegas bonus code, vulkan vegas promo code, vulkan vegas österreich, vulkan vegas erfahrung, vulkan vegas bonus code 50 freispiele, 1win, 1 win, 1win az, 1win giriş, 1win aviator, 1 win az, 1win azerbaycan, 1win yukle, pin up, pinup, pin up casino, pin-up, pinup az, pin-up casino giriş, pin-up casino, pin-up kazino, pin up azerbaycan, pin up az, mostbet, mostbet uz, mostbet skachat, mostbet apk, mostbet uz kirish, mostbet online, mostbet casino, mostbet o'ynash, mostbet uz online, most bet, mostbet, mostbet az, mostbet giriş, mostbet yukle, mostbet indir, mostbet aviator, mostbet casino, mostbet azerbaycan, mostbet yükle, mostbet qeydiyyat