Obstetra e pediatra como escolher os profissionais para lhe acompanhar

Obstetra e pediatra: como escolher os profissionais para lhe acompanhar

27 de novembro de 2019 Por Casa Crescer

A escolha do obstetra e do pediatra é essencial para garantir tranquilidade durante a gestação e o pós-parto.

Junto com todas as alegrias da gravidez também aparecem algumas preocupações e uma delas é em relação à equipe médica que fará o acompanhamento da gestante durante o pré-natal, o parto e do bebê após o nascimento.

Não sabe por onde começar? Continue lendo este artigo que vamos ajudar você a escolher os profissionais que vão lhe acompanhar neste momento tão importante.

Peça indicações

Converse com amigas e familiares que já têm filhos sobre o assunto e pergunte como foram as suas experiências com obstetra e pediatra, se elas indicariam os profissionais e o porquê.

O obstetra e o pediatra são especializados?

É essencial que o médico que fará seu pré-natal seja especializado em obstetrícia e o profissional que atenderá seu bebê em pediatria.

Converse muito com o obstetra e pediatra

Antes de decidir por A ou B, converse muito com os médicos e tire todas as suas dúvidas. É muito importante que você sinta-se confortável e confie nos profissionais, afinal, eles irão lhe acompanhar em um momento muito significativo.

Lembre-se de questionar se eles atendem por algum convênio, quais as formas de pagamento e qual disponibilidade para ligações, e-mails e troca de mensagens.

Outro ponto importante de abordar na conversa com o obstetra é sobre os locais onde ele realiza partos, além de deixar claro qual tipo de parto você prefere.

Começou bem, mas sentiu necessidade de trocar de médico?

Fique tranquila, isso pode ocorrer. É melhor que você troque de obstetra ou pediatra que ser atendida por um profissional que lhe causa algum desconforto.

Agora vamos falar especificamente sobre o pediatra.

É importante que vocês tenham opiniões em comum acerca de amamentação, imunização, circuncisão, medicina alternativa e outros temas pertinentes à saúde da criança.

Leia mais sobre a importância da amamentação aqui.

Quando agendar a primeira consulta?

O ideal é que seja na primeira semana de vida. A próxima pode ser até o final do primeiro mês do bebê e, até o sexto mês, as consultas devem ser mensais.

Após esse período, as visitas ao pediatra podem ser mais espaçadas, sendo trimestrais até os 2 anos. Dos 2 aos 6, leve seu filho semestralmente ao pediatra e, depois disso, uma vez ao ano.

Antes de escolher seu obstetra ou pediatra, entre em contato com a gente!

Até a próxima,

 

síndrome de burnout como identificar os sintomas