Intolerância a lactose

Compartilhe:

Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on whatsapp

A tão falada lactose é um açúcar do leite de vaca!

Intolerância a lactose ocorre devido à dificuldade na digestão da lactose pela redução ou falta da enzima lactase. Esta redução enzimática inicia-se na maioria das vezes em escolares por volta dos 5 anos de idade, porém é mais frequente sua ocorrência em adultos e idosos.

Os sintomas mais comuns são: dor abdominal, cólicas, flatulência, diarreia. E normalmente ocorrem após a ingestão do leite de vaca ou alimentos que contenham lactose.

O tratamento consiste na suspensão da lactose da dieta. Porém, como a quantidade da redução enzimática é variável, de pessoa para pessoa, não se faz necessário a exclusão total do leite de vaca e derivados. É preciso definir o quanto de lactose se consegue digerir. E esta resposta é dada individualmente pelo próprio paciente após observação de qual alimento foi ingerido e sua quantidade com a ocorrência ou não dos sintomas.

A leitura de rótulos alimentares se torna imprescindível no caso de dúvida se o alimento contém ou não lactose.

É fundamental não confundir a intolerância a lactose da alergia a proteína do leite de vaca. São patologias diferentes e consequentemente possuem tratamentos diferentes. Portanto, como lactose é um açúcar, não é possível a ocorrência de alergia à substância.

Por: Dra. Thais Visoni | Gastropediatra

Cuidados

Mesmo com a chegada da vacina da COVID, todos os esforços continuam necessários para que possamos cuidar de nós mesmos e cuidar dos outros.

Por isso, a gente, aqui da Casa Crescer, não pisca na hora de seguir cada protocolo de prevenção.

Não deixe de cuidar da sua saúde e da sua família. Venha em segurança e encontre um ambiente seguro.

Baixe seus ebooks

Baixe seu health planner

E planeje sua saúde mês a mês: mais organização, menos gastos, muito mais qualidade de vida.

Posts recentes

Quer saber primeiro?

Assine a nossa newsletter quinzenal e receba dicas sob medida

Outros também leram:

Ainda não conhece a Casa Crescer?

Entre em contato conosco agora.

adultos-perfil