Gagueira Infantil. O que devo saber?

2 de fevereiro de 2019 Por Casa Crescer

A gagueira infantil é um tema que ainda traz muitas dúvidas para os pais, que precisam estar preparados para lidar com situações como:

– O que aconteceu, meu filho de uma hora para outra começou a gaguejar?
– Ele fala direitinho, mas quando está nervoso começa a gaguejar, o que eu faço ?
– Por que tem momentos que ele fala certo e de repente gagueja?

É interessante saber que há uma faixa etária, dos 3 aos 6 anos aproximadamente, em que muitas crianças apresentam uma disfluência ou desordem da fluência da fala, que faz parte do seu desenvolvimento. Este período é importante na aquisição de linguagem, ou seja, do seu vocabulário que está sendo estruturado. Muitas vezes a criança se perde na organização da sua fala, é como se ela quisesse escolher a melhor forma de se expressar, mas ainda não está pronta; ela tenta, hesita, repete, prolonga e, às vezes, não sai da maneira pensada, sai “em pedacinhos”.

Essa fase de disfluência passa relativamente rápido e a criança continua tranquilamente o seu processo de desenvolvimento.Porém, há casos em que essa disfluência é mais acentuada e persiste por mais tempo, o que chamamos gagueira infantil.

Neste caso, o número de repetições de sílabas é maior, ocorre bloqueios, pausas mais longas e prolongamentos. Mas para quem não tem conhecimento no assunto, fica difícil identificar quando é disfluência do desenvolvimento e quando é a gagueira mesmo.

Por isso é indicado o tratamento com um fonoaudiólogo para que ele possa fazer uma avaliação, e assim ter condições de efetuar um diagnóstico diferencial entre a disfluência do desenvolvimento e a gagueira.

A gagueira tem um forte componente genético e é importante ter conhecimento sobre os fatores de risco e a orientações necessárias para uma intervenção precoce. As pesquisas mostram que há uma incidência maior no sexo masculino.

Com o tratamento correto e o apoio da família, a criança gaga se sentirá mais à vontade para se comunicar, participando de todas as atividades do seu dia a dia.

Escrito por Ocyomara Almeida dos Santos – Fonoaudilóga da Casa Crescer

Crfa2-5247