Descongestionantes nasais viciam? O site Panorama Farmacêutico falou sobre isso

Compartilhe:

Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on whatsapp

A baixa umidade do ar e os problemas respiratórios típicos das épocas mais frias trazem o incômodo nariz entupido. Por isso, muitas pessoas não pensam duas vezes antes de fazer uso de descongestionantes nasais. Os medicamentos vendidos sem prescrição médica,  porém, podem causar problemas à saúde quando usados indiscriminadamente.

A Dra. Maura Neves, otorrinolaringologista do Hospital Universitário da USP e da Clinica MedPrimusem São Paulo, afirma que o uso constante de descongestionantes nasais realmente “vicia” os usuários, pois causa a chamada “rinite robote ou medicamentosa” – uma congestão nasal causada pelo uso excessivo destes medicamentos.

Os produtos agem contraindo os vasos sanguíneos, o que provoca a produção de mais vasos. “Isso causa a necessidade de exposição recorrente à medicação” complementa a Dra. Renata Scatena, especialista em Terapia Intensiva Pediátrica pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e diretora clínica da Casa Crescer, um espaço focado na saúde das crianças.

Há outras opções?

De acordo com as especialistas, uma solução para este problema é a lavagem nasal com soro fisiológico, removendo assim as secreções. A recomendação é procurar um medico otorrinolaringologista que possa avaliar a causa do problema e tratá-la da forma adequada.

Fonte: Veja São Paulo

Veja a matéria publicada pelo site Panorama Farmacêutico.

Cuidados

Mesmo com a chegada da vacina da COVID, todos os esforços continuam necessários para que possamos cuidar de nós mesmos e cuidar dos outros.

Por isso, a gente, aqui da Casa Crescer, não pisca na hora de seguir cada protocolo de prevenção.

Não deixe de cuidar da sua saúde e da sua família. Venha em segurança e encontre um ambiente seguro.

Baixe seus ebooks

Baixe seu health planner

E planeje sua saúde mês a mês: mais organização, menos gastos, muito mais qualidade de vida.

Posts recentes

Quer saber primeiro?

Assine a nossa newsletter quinzenal e receba dicas sob medida

Outros também leram:

Ainda não conhece a Casa Crescer?

Entre em contato conosco agora.

adultos-perfil