Checklist da gestação: o que fazer em cada mês da gravidez

Compartilhe:

Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on whatsapp
mulher gravida 1150 10364 - Casa Crescer

Quando o teste dá positivo, a empreitada começa. Agora, é hora de aprender como cada mês daqui pra frente é importante para a saúde da mulher e do bebê. 

A jornada é longa, e os cuidados necessários são muitos. Por isso, é perfeitamente comum que mães de primeira viagem tenham um milhão de dúvidas. Aliás, às vezes, até mesmo mulheres que já são mães têm seus questionamentos e incertezas.

Por isso, hoje preparamos um checklist completo para você. Aqui, você vai encontrar informações sobre o que fazer mês a mês. Vamos lá? Ao final, você pode imprimir este conteúdo para marcar como feito cada passo do checklist.

1º mês de gestação

(  ) Escolher seu médico: escolher um obstetra deve ser o seu primeiro passo. Este profissional vai te acompanhar por todos os meses desta jornada. Para escolher um, você pode pedir recomendações de outras mães.

(  ) Liste todas as suas dúvidas: após ter encontrado o seu obstetra, é hora de começar as consultas. Na primeira, recomendamos que você tenha em mãos uma lista com todas as dúvidas sobre a sua gestação. Além disso, tenha o número do profissional, para casos de emergência fora das consultas.

(  ) Conte a novidade apenas para as pessoas próximas: a gente sabe que, muitas vezes, a emoção é tanta que não dá para aguentar. Entretanto, até o terceiro mês, há o risco da gestação não evoluir. Por isso, é aconselhável que amigos e pessoas fora da família fiquem sabendo apenas depois desta fase.

(  ) Marque uma consulta com nutricionista: na gravidez, o seu corpo muda. Já ouviu falar que uma mulher grávida precisa comer por dois? Na prática, isso significa que você deve se alimentar de forma saudável para suprir as necessidades de dois organismos, o seu e o do bebê. A alimentação correta, aliás, faz toda a diferença na vida da mulher e da criança. Por isso, é indispensável que um nutricionista te acompanhe na nova dieta.

(  ) Marque consulta com um psicólogo: como dissemos, o corpo de uma gestante muda muito. Ao mesmo tempo, muita coisa também acontece dentro de suas mentes. A saúde mental é um fator extremamente importante nesse período da gestação. Dúvidas, novidades, mudanças de planos, reformulação da rotina, relação com a família, com a criança e consigo própria… Tudo isso pode fazer uma mulher se sentir muito ansiosa ou deprimida. Por isso, comece a cuidar da saúde mental logo após a descoberta da gravidez.

2º mês de gestação

(  ) Comece a cuidar da sua pele: usar cremes e óleos hidratantes ajudam a deixar a pele da gestante mais bonita. Especialmente, aliás, se considerarmos a grande mudança pela qual o corpo passa nessa fase. Sobre a frequência, é indicado que você hidrate a pele toda manhã e após o banho.

(  ) Desenvolva o hábito de usar protetor solar: este, inclusive, é um hábito que você deve ter independente de estar grávida ou não. No caso da gestação, ele é recomendado para evitar melasmas – manchas escuras que normalmente aparecem em gestantes.

(  ) Converse com seu médico sobre o tipo de parto que deseja ter: assim, você alinha suas expectativas com o seu obstetra. Antes dessa conversa, nós recomendamos que você leia por conta própria um pouco sobre cada tipo de parto. Desse modo, durante a consulta, você ainda pode tirar as suas dúvidas. 

3º mês de gestação

(  ) Descubra o sexo do bebê: esta é uma fase pela qual mãe e familiares geralmente esperam muito! No ultrassom morfológico, é possível analisar os órgãos da criança. A revelação sobre o sexo, porém, depende da posição em que ele está na barriga. Se preferir, você pode fazer, também, o exame de sexagem fetal, que indica o sexo da criança com quase 100% de certeza.

(  ) Compartilhe a novidade com as outras pessoas: no terceiro mês, você já pode contar a novidade para quem ainda não sabe da sua gestação. Muitas mães optam por fazer o anúncio com ensaios fotográficos. Além de manter esse momento na memória, a fotografia também pode ser um estimulante para a autoestima da mulher.

(  ) Comece a se exercitar: quando uma mulher grávida faz exercícios regularmente, mantém em dia a saúde do corpo e da mente. Entretanto, lembre-se de que estes devem ser exercícios específicos para gestantes. Por isso, converse com o seu obstetra antes de começar essa nova rotina, a fim de descobrir as atividades ideais para você.

4º mês de gestação

(  ) Comece a preparar o enxoval do bebê: nessa fase, a sua barriga ainda não está tão grande e o cansaço físico ainda não incomoda. Por isso, é o melhor momento para começar a pensar no enxoval. Para que não falte nada, que tal fazer uma lista de tudo o que precisa? Nós temos algumas dicas do que não pode faltar:

  • Roupas para usar durante a estadia na maternidade (tanto para você, quanto para o bebê);
  • Body;
  • Toalhas especiais para a pele sensível do bebê;
  • Fraldinhas de boca e de ombro;
  • Lençóis com elástico;
  • Bolsa baby para passeio.

5º mês de gestação

(  ) Faça uma consulta pré-natal pediátrica: nesta consulta com o médico pediatra, você recebe todas as orientações das quais precisa.  Além disso, envolve, ainda, as melhores práticas para se ter desde a gestação até o futuro, com seu bebê nos braços. Ela é bastante detalhada e vai passar por todos os tópicos importantes: alimentação, rotina do sono, do trabalho, saúde mental, suplementação, teste do pezinho qual é o melhor para o seu bebê etc. Antes da consulta, sugerimos que você conheça mais de um pediatra, para escolher o que se enquadra melhor ao seu perfil. Sabia, aliás, que aqui na Casa Crescer nós temos oito pediatras disponíveis?

(  ) Prepare o quarto do bebê: na maioria das vezes, o preparo do quarto pode levar um tempo. Afinal, as lojas precisam entregar os seus móveis e muitas famílias resolvem fazer outros tipos de mudanças, como reformar e pintar o ambiente. Montar o quarto do bebê é muito mais do que uma questão técnica. Nessa fase, pais e mães têm a chance de fortalecer o vínculo emocional com a criança. Inclusive, recomendamos que, nesta etapa, você busque a opinião de seu pediatra. Afinal, não são poucos os casos de famílias que acabam comprando mais do que realmente precisam.

(  ) Continue lendo sobre tipos de parto e amamentação: a gestação é um mundo completamente novo para a mulher. Por isso, se concentrar nesses detalhes não é uma tarefa que deve ser realizada uma vez só. Além disso, continue levando esses questionamentos para o seu pediatra. Quanto mais informações você tiver, mais segura você vai se sentir.

6º mês de gestação

(  ) Escolha o hospital onde o bebê vai nascer: aqui, mais uma vez você pode acionar o seu obstetra para te ajudar na escolha. Para a escolha, é importante que você conheça muito bem o hospital ou maternidade que tem em mente. Aqui, é importante que você verifique a cobertura do plano de saúde, bem como valores à parte com o obstetra. Se possível, você pode considerar fazer uma visita no local.

(  ) Descubra as novidades de conviver com a barriga: nesta etapa, a barriga está grande. Este é um momento com o qual as mulheres costumam lidar de formas diferentes. Se você deseja celebrar o barrigão, ou aproveitar o momento para se conectar mais com a gestação, um ensaio de gestante pode ser uma ideia. 

(  ) Mantenha as vacinas em dia: familiares e cuidadores do bebê precisam ter algumas vacinas em dia, para o seu próprio bem e, é claro, para o da criança. As vacinas da gripe e da coqueluche, por exemplo, são indispensáveis. 

7º mês de gestação

(  ) Faça um curso de gestante: ao contrário do que se diz por aí, a maternidade não é um dom feminino, nem as mulheres nascem sabendo como ser mãe. A gestação e a maternidade são, na verdade, uma jornada de aprendizado e descobertas. Por isso existem os cursos de gestantes. Eles são voltados para mães e pais e ensinam cuidados básicos com a criança, amamentação e tudo o mais que a família precisa saber para a chegada do bebê.

(  ) Faça um chá de vacinas: muitas famílias optam pelo chá de fraldas, que é bastante válido também. Entretanto, por aqui, nós recomendamos o chá de vacinas. Assim, em vez de ganhar fraldas – que podem ser do tamanho errado, ou ocasionar alergias – você recebe as vacinas do bebê como presente. Estas, por sua vez, são extremamente importantes para a saúde do bebê tanto no presente, quanto no futuro. Aqui na Casa, aliás, você pode fechar um pacote de vacinas. Para saber mais, é só clicar aqui

8º mês de gestação

(  ) Lave todas as roupas do bebê: parece algo rotineiro, mas essa primeira lavagem é muito importante para a saúde do bebê. É importante, também, que as roupas sejam lavadas com sabão neutro ou de coco, já que são hipoalergênicos. Nossa dica é que você cuide primeiro das roupas que serão usadas logo após a volta da maternidade.

(  ) Prepare a mala da maternidade: após o parto, você ainda passará um tempo na maternidade. Por isso, recomendamos que a sua mala da maternidade seja completa. Uma dica bastante útil é que você coloque roupas (para você e o bebê) para cada dia que ficarão lá. Não se esqueça, ainda, de levar roupas e sutiãs que facilitem o momento da amamentação.

(  ) Diminua o ritmo da sua rotina: nesta etapa da gestação, muitas mulheres se sentem bastante cansadas. É comum, ainda, que estejam experimentando algumas dores e inchaços. Por isso, agora, você precisa descansar mais. Não somente esse ritmo desacelerado vai fazer você se sentir melhor, como também é primordial para a sua saúde e a do bebê. Nesta etapa, você se sentirá melhor com um suporte profissional. Ao ter à disposição um psicólogo e demais profissionais especializados, esta fase mais instável se tornará bem mais leve.

9º mês de gestação

(  ) Passe a visitar o seu obstetra semanalmente: com o dia do nascimento chegando, é hora de ver o seu obstetra todas as semanas. É ele quem vai analisar a sua saúde e a da criança, falar sobre a data aproximada de nascimento e cuidar de algumas outras burocracias para você. Além disso, como sempre, é mais uma chance de você tirar dúvidas. Afinal, agora que você já passou pela gestação, é hora de se concentrar nas dúvidas que surgem com a chegada do bebê.

(  ) Compre um bebê conforto: os bebês não saem da maternidade sem estarem no bebê conforto. Por isso, é importante que você compre a cadeirinha com antecedência. Além disso, peça para que alguém a instale também, já que ela pode ser pesada.

(  ) Não descuide da sua saúde mental: os últimos meses de gestação podem ser bastante intensos para uma gestante. Por isso, não pense em desistir agora de cuidar da saúde mental. Nesse momento, uma psicóloga é de grande ajuda para tornar o dia do nascimento da criança melhor.

Esse checklist da gestação te ajuda a ser uma gestante mais segura e tranquila

Tudo o que listamos neste checklist da gestação tem por objetivo cuidar da sua saúde, e do seu bebê. Cada passo, como você viu, existe por uma razão bastante importante. 

Além disso, ter um checklist como esse para se organizar te traz mais segurança e tranquilidade. Com tudo anotado, é mais fácil ter uma visão geral do que precisa ser feito durante a gestação. Essa, aliás, é outra tática para manter a saúde mental em dia.

Aqui na Casa Crescer, temos uma equipe completa de profissionais para cuidar da saúde da mãe e do bebê. Dessa forma, a gestante tem em um só lugar tudo o que precisa para ter nove meses bastante tranquilos pela frente. Para conhecer cada integrante dessa equipe e agendar uma consulta, é só clicar aqui.

Cuidados

Mesmo com a chegada da vacina da COVID, todos os esforços continuam necessários para que possamos cuidar de nós mesmos e cuidar dos outros.

Por isso, a gente, aqui da Casa Crescer, não pisca na hora de seguir cada protocolo de prevenção.

Não deixe de cuidar da sua saúde e da sua família. Venha em segurança e encontre um ambiente seguro.

Baixe seus ebooks

Baixe seu health planner

E planeje sua saúde mês a mês: mais organização, menos gastos, muito mais qualidade de vida.

Posts recentes

Quer saber primeiro?

Assine a nossa newsletter quinzenal e receba dicas sob medida

Outros também leram:

Ainda não conhece a Casa Crescer?

Entre em contato conosco agora.

adultos-perfil