Aleitamento materno: mitos e verdades sobre o alimento mais completo do mundo

3 de agosto de 2020 Por Casa Crescer

O aleitamento materno é um tema que ainda gera muitas dúvidas. Isso porque o assunto levanta questões que algumas vezes  são respondidas  baseadas apenas na própria opinião. O que acaba gerando ainda mais dúvidas sobre o assunto e pode acabar disseminando informações erradas! Por esse motivo, no post de hoje traremos alguns mitos e verdades sobre o aleitamento materno, vamos lá?

1- Algumas mães têm leite mais fraco do que outras

MITO. Não existe isso de leite fraco, o que acontece é que alguns leites podem ter um aspecto mais aguado do que outros, e isso se deve à química do corpo humano. Porém, isso não significa que este leite seja mais fraco.

CLIQUE E VEJA: Vídeo – qual a importância da amamentação para o bebê?

2- Estresse atrapalha a produção de leite

VERDADE. Quando a mulher está amamentando, ela produz o hormônio prolactina, que é responsável pela produção do leite. Quando a pessoa se estressa ou fica nervosa, produz adrenalina. Estes dois hormônios não funcionam bem juntos, o que faz com que a produção de prolactina diminua. Porém, isto é momentâneo, uma vez que a mãe se tranquiliza a produção de leite também volta ao normal.

3- A alimentação da mãe reflete no leite

VERDADE. É aconselhável que a mãe mantenha uma alimentação saudável. Não consumir bebidas alcoólicas, café em excesso nem alimentos muito gordurosos, como o chocolate por exemplo. O importante aqui é destacar que a mãe não precisa se livrar destes alimentos por completo, apenas cuidar para não exagerar.

4- O aleitamento materno faz com que a mulher perca peso mais rápido

VERDADE. O ato da amamentação auxilia na perda de muitas calorias, o que faz com que a mulher volte mais rápido ao peso que tinha antes de engravidar.

Veja também: Como turbinar a inteligência do seu bebê

5- As fórmulas são a mesma coisa que leite materno

MITO. O leite materno é único, a primeira mamada do bebê pode ser considerada como sua primeira vacina. Isso porque o leite da mãe é muito benéfico e ajuda na imunidade. Já as fórmulas, que têm suas qualidades, são feitas a partir do leite de vaca, que não oferece esse benefício.

6- O bebê deve mamar a cada duas ou três horas

MITO. Cada bebê terá suas particularidades e necessidades. O importante é oferecer sempre que perceber que ele está com fome. Alguns fatores que ajudam a identificar isso: quando ele encosta o nariz no seu peito, movimenta a boca em busca do peito, coloca as mãozinhas na boca ou chora.

 

Esperamos que estas dicas ajudem a sanar algumas incertezas muito comuns entre as mães. A maternidade pode ser desafiadora quando temos muitas dúvidas e não temos o suporte necessário para tirá-las. A Casa Crescer conta com uma equipe de profissionais especializados para o seu desenvolvimento e do seu bebê! Não deixe de entrar em contato conosco e agendar uma consulta, ficaremos muito felizes em fazer parte desse momento único na sua vida!