Álcool na gravidez NÃO!

Compartilhe:

Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on whatsapp

A exposição do bebê ao álcool durante a gestação pode causar danos ao seu desenvolvimento e é a principal causa evitável de defeitos de nascimento, deficiência intelectual e de desenvolvimento neurológico. No documento a seguir, a Academia Americana de Pediatria (AAP) reitera a recomendação de que as mulheres gestantes não devem consumir nenhuma quantidade de bebidas alcoólicas durante toda a gestação.

O termo que engloba a diversa gama de efeitos adversos à exposição pré-natal ao álcool é Transtorno do Espectro Alcoólico Fetal (TEAF). A  Síndrome Alcoólica Fetal (SAF) é a forma mais conhecida e diagnosticada de TEAF, mas a comunidade científica tem buscado padronizar os critérios para o diagnóstico de outras formas do transtorno. A AAP reforça as premissas para educação de profissionais e do público sobre a prevenção de TEAFs: incapacidades e defeitos congênitos relacionados ao álcool são totalmente preveníveis com a abstenção do consumo de bebidas alcoólicas durante a gestação; problemas neurocognitivos e comportamentais provocados pela exposição ao álcool são vitalícios; e a identificação, diagnóstico e terapia precoce podem levar a melhores resultados. Além disso, a associação defende que nenhuma quantidade de álcool deve ser considerada segura durante a gestação.

Fonte: Pediatrics.aapublications

 

Cuidados

Mesmo com a chegada da vacina da COVID, todos os esforços continuam necessários para que possamos cuidar de nós mesmos e cuidar dos outros.

Por isso, a gente, aqui da Casa Crescer, não pisca na hora de seguir cada protocolo de prevenção.

Não deixe de cuidar da sua saúde e da sua família. Venha em segurança e encontre um ambiente seguro.

Baixe seus ebooks

Posts recentes

Quer saber primeiro?

Assine a nossa newsletter quinzenal e receba dicas sob medida

Outros também leram:

bebe fofo
Todos

O bebê chegou, e agora? – Um guia sobre a vida pós-parto

Se a gestação é como uma viagem, o pós-parto é uma espécie de destino. Ou uma conexão mais longa, que levará mãe, pai e cuidadores para um novo lugar: a vida familiar. Esta jornada – a maternidade e a paternidade – é uma aventura e tanto, eu sei. Para te guiar ao longo dela, trouxe, neste artigo, algumas dicas para te ajudar neste caminho.

Adultos

Depressão pós-parto paterna: isso existe?

Apesar de a depressão pós-parto materna ainda não ser tão popularmente compreendida quanto deveria, é fato que a depressão pós-parto paterna é uma incógnita ainda maior. Muitas pessoas, inclusive, nem sequer sabem que ela existe.

Ainda não conhece a Casa Crescer?

Entre em contato conosco agora.

adultos-perfil