Álcool na gravidez NÃO!

A exposição do bebê ao álcool durante a gestação pode causar danos ao seu desenvolvimento e é a principal causa evitável de defeitos de nascimento, deficiência intelectual e de desenvolvimento neurológico. No documento a seguir, a Academia Americana de Pediatria (AAP) reitera a recomendação de que as mulheres gestantes não devem consumir nenhuma quantidade de bebidas alcoólicas durante toda a gestação.

O termo que engloba a diversa gama de efeitos adversos à exposição pré-natal ao álcool é Transtorno do Espectro Alcoólico Fetal (TEAF). A  Síndrome Alcoólica Fetal (SAF) é a forma mais conhecida e diagnosticada de TEAF, mas a comunidade científica tem buscado padronizar os critérios para o diagnóstico de outras formas do transtorno. A AAP reforça as premissas para educação de profissionais e do público sobre a prevenção de TEAFs: incapacidades e defeitos congênitos relacionados ao álcool são totalmente preveníveis com a abstenção do consumo de bebidas alcoólicas durante a gestação; problemas neurocognitivos e comportamentais provocados pela exposição ao álcool são vitalícios; e a identificação, diagnóstico e terapia precoce podem levar a melhores resultados. Além disso, a associação defende que nenhuma quantidade de álcool deve ser considerada segura durante a gestação.

Fonte: Pediatrics.aapublications