A importância do brincar:

Compartilhe:

Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on whatsapp

Assim como para os adultos o trabalho exerce fundamental importância na vida cotidiana, o brincar tem para a criança papel fundamental na infância.

Desenvolvendo habilidades através das brincadeiras.

Através do brincar, a criança desenvolve habilidades físicas, cognitivas, sociais e emocionais necessárias para a vida adulta; constrói sua personalidade; aprende a compartilhar, ceder, cooperar; desenvolve a imaginação, auto-estima, auto-conhecimento, entre outros.

“É por meio do brincar e das brincadeiras com o próprio corpo, com o corpo do outro e com os objetos, que a criança vai desenvolvendo todo o seu repertório motor, sensorial, cognitivo, social e emocional. Brincando descobre que pode agir no mundo e promover mudanças (montar e desmontar, misturar, encaixar, construir, criar, imaginar) …” (Zerbinato, Makita e Zerloti, 2003)

A importância do brincar

Como estimular o brincar? Brincando. Cabe ao adulto estimular a criança a procurar atividades de seu interesse, que chamem e prendam mais a atenção, que favoreçam a imaginação, o faz-de-conta, respeitando os limites e preferências de cada criança.

Por : Nathalia Ko Ikeda

Terapeuta Ocupacional

Casacrescer-fale-por-whatsapp

 

Cuidados

Mesmo com a chegada da vacina da COVID, todos os esforços continuam necessários para que possamos cuidar de nós mesmos e cuidar dos outros.

Por isso, a gente, aqui da Casa Crescer, não pisca na hora de seguir cada protocolo de prevenção.

Não deixe de cuidar da sua saúde e da sua família. Venha em segurança e encontre um ambiente seguro.

Baixe seus ebooks

Posts recentes

Quer saber primeiro?

Assine a nossa newsletter quinzenal e receba dicas sob medida

Outros também leram:

bebe fofo
Todos

O bebê chegou, e agora? – Um guia sobre a vida pós-parto

Se a gestação é como uma viagem, o pós-parto é uma espécie de destino. Ou uma conexão mais longa, que levará mãe, pai e cuidadores para um novo lugar: a vida familiar. Esta jornada – a maternidade e a paternidade – é uma aventura e tanto, eu sei. Para te guiar ao longo dela, trouxe, neste artigo, algumas dicas para te ajudar neste caminho.

Adultos

Depressão pós-parto paterna: isso existe?

Apesar de a depressão pós-parto materna ainda não ser tão popularmente compreendida quanto deveria, é fato que a depressão pós-parto paterna é uma incógnita ainda maior. Muitas pessoas, inclusive, nem sequer sabem que ela existe.

Ainda não conhece a Casa Crescer?

Entre em contato conosco agora.

adultos-perfil