SLIME-O PERIGO DO BORAX

SLIME-O PERIGO DO BÓRAX

14 de junho de 2019 Por Casa Crescer

Uma massa pegajosa, semelhante a uma geleia, que estica e distrai por horas as crianças, esse é o tão famoso SLIME.

Parece algo inofensivo e que os próprios pais compram para os seus filhos brincarem, mas que não poderiam nem imaginar o quão perigoso é esse produto e que estariam colocando a saúde dos pequenos em risco.

O bórax, também chamado de Borato de Sódio ou  Tetraborato de sódio, é dos componentes que tem sido utilizado  na fabricação do “slime caseiro” e de alguns slimes industrializados.

Ele é encontrado em algumas medicações e produtos de limpeza. É um mineral alcalino derivado  da mistura de um sal hidratado de sódio e ácido bórico, que quando inalado, ingerido ou em contato com a pele, pode causar alguns efeitos tóxicos nas crianças.

Desde 2002, a ANVISA proibiu a utilização do bórax nos produtos infantis. (Resolução RE nº 552)

Cuidado com a intoxicação.

SLIME O PERIGO DO BORAX

 

Os pais devem ficar atentos aos seguintes sintomas sistêmicos: náuseas, vômitos, diarreia, dor de cabeça, irritabilidade. E locais: prurido, vermelhidão e descamação de pele. E procurar o médico imediatamente em caso de aparecimento.

E não é porque a criança brinca com o slime e nunca apresentou nenhum sintoma que podemos ficar despreocupados, pois a exposição recorrente ao produto, ou a maior quantidade de bórax podem causar reação.

Portanto, não precisam proibir seus filhos de brincarem com o slime, mas sim ficarem atentos na composição ao comprarem o produto industrializado, optando pelos que não contenham bórax . E como muitas crianças gostam de fabricar seu próprio slime, substituam o bórax por outro componente.

Em caso de suspeita de intoxicação não deixe de consultar seu médico pediatra.

Escrito por: 

Dra. Ligia Spagnol Ranalli CRM/SP – 138.977
Alergia e Imunologia Pediátrica

 

Casacrescer-fale-por-whatsapp